Pular para o conteúdo principal

Boletim Focus: Mercado eleva previsão para inflação em 2020

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

A onda de pessimismo permanece entre os analistas do mercado financeiro.  Após decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de elevar o valor da conta de luz em dezembro, economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) agora projetam que o IPCA – indicador que mede a inflação oficial do País – feche o ano com alta de 4,21%, acima do centro da meta estabelecida pelo governo, que é 4%. Na semana passada, os economistas apostavam que o IPCA ficaria em 3,54% ao final de 2020.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Para 2021, a expectativa para inflação  recuou de 3,47% para 3,34%. As novas projeções fazem parte do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (7) pelo Banco Central.

Leia também:
Com conta de luz mais cara em dezembro, inflação de 2020 deve ficar acima da meta
PIB brasileiro cresce 7,7% no 3º trimestre, diz IBGE

PIB

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, os economistas esperam queda de 4,40% em 2020. Na projeção anterior, a expectativa era de retração de 4,50% na economia brasileira.

Para 2021, os analistas revisaram a expectativa de crescimento de 3,45% para 3,50%.

Dólar

Em relação ao dólar, a projeção para o final do ano caiu de R$ 5,36 para R$ 5,22. Para o ano que vem, a estimativa passou de R$ 5,20 para R$ 5,10.

Selic

Os economistas apostam na Selic – a taxa básica de juros da economia – em 2% ao ano, mantendo a mesma expectativa do boletim anterior. Para 2021, os economistas prevêem a taxa em 3,00%, a mesma da pesquisa anterior.