Pular para o conteúdo principal

Boletim Focus: Economistas voltam a aumentar expectativa da inflação em 2020

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Cred: Tânia Rêgo/Agência Brasil

As últimas edições do Boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central (BC), mostram que os analistas do mercado financeiro estão pessimistas em relação aos indicadores econômicos do País. Na edição de hoje, pioraram mais uma vez as expectativas para inflação em 2020.

Para os analistas ouvidos pelo BC, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) deve terminar o ano com alta de 2,99%. Na pesquisa anterior, a projeção era 2,66%. Assim como este ano, a projeção para inflação em 2021 também foi elevada, passando de 3,02% para 3,10%.

No entanto, apesar da alta, a expectativa do mercado financeiro para a inflação neste ano segue abaixo do centro da meta do governo para 2020, que é manter o IPCA em 4%.

Na semana passada, o IBGE divulgou o IPCA-15, considerado a prévia do indicador oficial da inflação no País, que registrou uma taxa de 0,94% em outubro. Foi o maior percentual desde 1995, quando foi atingido o patamar de 1,34%.

Dólar

O Boletim Focus desta segunda-feira também trouxe o dólar cotado ao final do ano a R$ 5,40. Na edição anterior, o dólar era estimado em R$ 5,35.

PIB

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, os economistas esperam queda de 4,81% em 2020. Na projeção anterior, a expectativa era de retração de 5% na economia brasileira.

Selic

Os economistas apostam na Selic – a taxa básica de juros da economia – em 2% ao ano, mantendo a mesma expectativa do boletim anterior. Para 2021, os economistas prevêem a taxa em 2,50%, a mesma da pesquisa anterior.