Reconta Aí Atualiza Aí BB: André Brandão deixa presidência do Banco do Brasil

BB: André Brandão deixa presidência do Banco do Brasil

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, foi retirado do cargo pelo Governo Federal. Ainda não se sabe se ele continuará integrando a equipe econômica do governo Jair Bolsonaro em outra função.

Brandão assumiu a presidência do BB por indicação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. A saída do cargo ocorreu, segundo noticiário de bastidores, por ações que desagradaram o comando político do governo, especificamente o presidente Jair Bolsonaro.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

A gestão do ex-presidente do BB agradava ao mercado financeiro. A última ação na presidência – fechamento de agência e criação de programa de demissão voluntária – foi celebrada por agentes defensores da privatização do Banco do Brasil.

O impacto político das medidas, entretanto, foi o oposto. Para o Planalto, o processo de redução do BB seria mal-visto na sociedade, o que teria desdobramentos na disputa política pelo comando da Câmara dos Deputados.

Leia também:
Reestruturação: Qual o impacto do encolhimento do Banco do Brasil?
Banco do Brasil lança dois programas de demissão voluntária
Banco do Brasil pretende descomissionar funcionários em fevereiro

Segundo parte da imprensa, prefeitos teriam reclamado do plano, que não teria passado diretamente por Bolsonaro, que vislumbrou um possível alinhamento de Brandão com funcionários por uma “ala petista de servidores do banco”

Na visão de Bolsonaro, as medidas impopulares de Brandão poderiam enfraquecer o nome do chamado centrão – apoiado pelo Executivo – e favorecer o candidato do grupo de Rodrigo Maia, atual presidenta da Casa.

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial