Pular para o conteúdo principal

Banco Central: Atual presidente fica no cargo até o fim de 2024

Imagem
Arquivo de Imagem
banco central

O próximo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poderá indicar imediatamente todos os cargos-chave da administração que se inicia em 1º de janeiro de 2023.

O atual presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, assumiu seu cargo em 2019 e deve permanecer nele até 31 de dezembro de 2024. Isto por conta de uma lei aprovada em 2021 que conferiu a chamada autonomia do BC.

Leia também:
- Ministério da Economia: Equipe de Haddad debate Reforma Tributária
- Bancos Públicos investem em acesso à saúde nas Regiões Norte e Nordeste

Por conta dessa legislação, qualquer diretor do BC só pode deixar o cargo por vontade própria ou se cometer faltas graves e sua remoção for aprovada pelo Senado. De acordo com estas regras, os mandatos de diretores do Banco Central devem começar sempre no 1º dia útil do 3º ano de cada governo.

Por conta da permanência de Campos Neto no cargo, o próximo ministro da Fazendo, Fernando Haddad, já se reuniu ainda em 2022 com o presidente do Banco Central para tentar afinar perspectivas da política econômica nos próximos anos.