Pular para o conteúdo principal

Auxílio emergencial negado: Brasileiros de baixa renda relatam que não vão receber os R$ 600

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

População de baixa renda que se enquadra nos pré-requisitos para receber o auxílio emergencial reclamam que o pagamento foi negado sem justificativa

Desde o dia 7 de abril, os brasileiros estão se cadastrando no site ou aplicativo do auxílio emergencial para receber o pagamento. Mas, de lá pra cá, o que estamos vendo é uma série de problemas.

Pelo Twitter, não param de crescer reclamações de pessoas que se enquadram em todos os pré-requisitos e que tiveram o auxílio emergencial negado. São brasileiros de baixa renda e que trabalham na informalidade. Em muitos casos, também estão inscritos no Cadastro Único para programa sociais.

Leia também:
– Auxílio emergencial negado? Veja como solicitar uma nova análise
– Como é o pagamento pela Poupança Social Digital da Caixa?

Adicione o Whatsapp do Reconta Aí para receber nossas informações.

https://twitter.com/Isabeladear/status/1252201548865773569

Comassim??? Eu não fui aprovada no #AuxilioEmergencial será que ser CadÚnico, pobre, estudante e desempregada não é motivo o suficiente??#auxilioemergencialnegado

— Aniely Aguiar (@AguiarAniely) April 20, 2020

Esse auxílio emergencial é uma vergonha!!!! Meu cadastro foi negado, justamente eu que sou de baixa renda e estava precisando muito. Vejo empresários ganhando e pessoas não tão necessitadas também! tô me perguntando o que irei fazer da minha vida#auxilioemergencialnegado pic.twitter.com/MU8MrXAvQR

— Dricka Egan (@DrickaEgan) April 20, 2020

Minha mãe é autônoma, sempre com o INSS em dia, eu peço cotas em tudo, estamos no cadunico e o auxílio foi negado????? E sem explicação alguma !!!!@Caixa #AuxilioEmergencial #auxilioemergencialnegado pic.twitter.com/s6LvYXQiC5

— Cassia (@CssiaCorreia) April 20, 2020
https://twitter.com/euahid/status/1252213680005165057

Minha mulher conseguiu o auxilio emergencial dela dia 9, mas hoje vejo que o meu foi recusado mesmo estando desempregado, fazendo bicos periodicos mal recebendo 500 mensal. Sou asmatico, e mesmo que se eu quisesse sair da quarenten, não teria emprego :/ #auxilioemergencialnegado pic.twitter.com/v6JuhDu3DI

— MaxLonyBR (@MaxLonyBR) April 20, 2020

Cadastro em análise

Desde a liberação do sistema para a solicitação do auxílio emergencial, as principais reclamações giravam em torno da falta de opção em editar o cadastro – para casos de pessoas que preencheram alguma informação de forma incorreta – e sobre a demora na análise do cadastro.

Essa demora na análise atinge milhares de brasileiros. De acordo com a Caixa, o tempo para verificar as informações de cada CPF demoraria até cinco (5) dias úteis. Mas a realidade é outra. Brasileiros relatam estar com o cadastro em análise desde o dia 7 de abril.

https://twitter.com/fckgirlit/status/1252229995184844803

#auxilioemergencialnegado 2 semanas de análise. Que coisa mais ABUSURDA senhor @onyxlorenzoni

— Hudson Calisto (@HudsonCalisto) April 20, 2020

Tenho uma sogra doméstica sem carteira assinada e um noivo desempregado : EM ANÁLISE

Dois miguxos, um com lojinha de roupa com 10 filiais e outro herdeiro de supermercado : APROVADO#auxilioemergencialnegado #ImpeachmentdoBolsonaroURGENTE pic.twitter.com/Acvm28l0m0

— Luana Monaco (@apiscesthing) April 20, 2020

Sobre a possibilidade de editar informações no cadastro, a Caixa informou que iria lançar nesta segunda-feira (20) uma nova versão do aplicativo do auxílio emergencial. Mas até o momento, nada foi confirmado. A Caixa também não dá explicações sobre a demora na análise relatada por milhões de brasileiros.

Saiba como realizar o cadastro

Ainda tem dúvidas de como realizar o seu cadastro? Então assista o passo a passo abaixo ou acesse aqui.