Pular para o conteúdo principal

Aumento de preço dos remédios passa a valer nesta sexta-feira (1º)

Imagem
Arquivo de Imagem
preço remedios

A regra que permite aumento de mais de 10% no preço de remédios foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (1º). A elevação já havia sido anunciada há alguns dias.

A elevação de até 10,89% foi liberada pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), um órgão interministerial. O cálculo do aumento é feito através de uma fórmula que leva em conta a inflação oficial medida pelo IPCA e custos de produção específicos do setor.

Leia também:
- Dia da Mentira: Relembre algumas vezes que Bolsonaro nos enganou
- Os perigos da eleição de um Congresso ruim: a volta da capitalização da Previdência

O reajuste dos preços não deve atingir todos os medicamentos. A elevação fica a critério dos fabricantes. Farmácias, drogarias, laboratórios, distribuidores e importadores não podem cobrar pelos medicamentos preço acima do permitido pela CMED.

Para saber se o remédio que está comprando está com valor correto, o consumidor pode consultar a lista de preços máximos permitidos para a venda de medicamentos. Ela é atualizada mensalmente e está disponível clicando aqui e aqui.