Pular para o conteúdo principal

Aumento de casos de covid-19 deve mudar rotina de bancários

Imagem
Arquivo de Imagem
covid-19

O aumento dos casos de covid-19 confirmado pelo Boletim InfoGripe Fiocruz recentemente tem preocupado especialistas. A tendência de alta acontece em todas as faixas etárias da população e em pessoas vacinadas e não vacinadas, com diferenças na gravidade da doença.

Entre os bancários, principalmente os que trabalham em agências com atendimento ao público durante todo o período de trabalho, a atenção com o aumento dos casos deve ser ainda maior. Conforme relembra o secretário de Saúde do Trabalhador da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Mauro Salles, “As bancárias e bancários devem ficar atentos e cumprir todos os protocolos orientados por especialistas, pois em seu trabalho estão sempre em contato com grande número de pessoas”.

Ainda que estejam em cidades que flexbilizaram o uso de máscaras, ou o equipamento de proteção não seja exigido no trabalho, especialistas recomendam a volta do uso em locais fechados. Sobre isso, Salles ressalta que o uso da máscara “é a melhor forma de proteger a si mesmo, a própria família e a sociedade como um todo”.

Para orientar os bancários e bancárias em sua rotina, a Contraf-CUT elencou orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS):

  • Mantenha distância de outras pessoas de pelo menos 1 metro;
  • Evite aglomerações;
  • Use máscara, especialmente em locais fechados. Troque o equipamento sempre que ele ficar úmido;
  • Prefira locais abertos e ventilados. Abra uma janela se estiver em local fechado.
  • Limpe as mãos com frequência, com sabão e água ou álcool em gel;
  • Mantenha-se em dia com a vacina. Até o momento, no Brasil, todos adultos devem ter tomado a primeira dose de reforço;
  • Cubra o nariz e a boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar;
  • Evite tocar superfícies de locais públicos. Limpe superfícies com frequência;
  • Fique em casa se você sentir indisposição;
  • Procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar. Se possível, ligue antes para a unidade de saúde e peça orientações antecipadas;
  • Mantenha-se informado sobre a situação em sua localidade.