Reconta Aí Atualiza Aí Explica Aí Seu auxílio emergencial de R$ 300 foi cancelado? Saiba como realizar a contestação

Seu auxílio emergencial de R$ 300 foi cancelado? Saiba como realizar a contestação

auxílio

O Governo Federal prorrogou o auxílio emergencial, mas o valor passou de R$ 600 para R$ 300. Com essa mudança, o Ministério da Cidadania e a Dataprev analisaram novamente os 67,2 milhões de cadastros dos brasileiros que estavam recebendo o pagamento.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin.

Dessa forma, os brasileiros que passaram pela reanálise e tiveram o seu auxílio emergencial cancelado, poderão entrar com o pedido de contestação até o dia 2 de novembro. A solicitação deve ser feita exclusivamente pelo site da Dataprev.

Caso o motivo do cancelamento permita uma contestação e o trabalhador cumpra os requisitos para recebimento do auxílio, o cadastro será aprovado. O pagamento então será liberado no mês seguinte ao pedido de contestação, mas o cidadão também irá receber, forma retroativa, a parcela que foi cancelada.

No entanto, a contestação só está disponível para os brasileiros que se inscreveram por aplicativo do auxílio emergencial e também para os inscritos no Cadastro Único. Já os cidadãos que recebem o Bolsa Família, o Ministério da Cidadania ainda irá divulgar as regras.

Leia também:
Como ficam as férias de quem teve o contrato de trabalho suspenso ou a redução de salário e jornada?
Fim do auxílio emergencial pode levar o Brasil de volta à recessão, diz Sérgio Mendonça
Questão habitacional não se limita à produção de novas moradias

Vale lembrar que a Medida Provisória nº 1000 definiu novos critérios para os brasileiros que recebiam os R$ 600 tivessem direito a receber os R$ 300. De acordo com o texto, os cadastros serão reavaliados todo mês, antes do pagamento da parcela. Caso seja encontrada alguma inconsistência, o auxílio será cancelado.