Reconta Aí Atualiza Aí Fato ou Fake Fome Zero e Vale Gás: Cuidado com os golpes que chegam pelo WhatsApp

Fome Zero e Vale Gás: Cuidado com os golpes que chegam pelo WhatsApp

WhatsApp

WhatsApp do Reconta Aí recebe denúncias de mensagens falsas usadas exclusivamente para roubar dados pessoais de quem acessa os links

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.

Golpes na internet para furtar dados pessoais são comuns. Mas com a pandemia do coronavírus, golpistas estão usando o WhatsApp para enviar mensagens que prometem auxílios em dinheiro ou cestas básicas para famílias de baixa renda. A partir daí, eles extraem os dados pessoais que vão ser usados em outros golpes.

No WhatsApp do Reconta Aí, recebemos questionamentos de pessoas que tiveram acesso a esse tipo de mensagem. Uma delas usa o Fome Zero, atraindo o cidadão para a possibilidade de receber cesta básica. Vale lembrar que o programa Fome Zero nem existe mais.

Outra diz que o Governo Federal começou o cadastramento para um programa chamado Auxílio Gás 2020, com a promessa de pagar até R$ 600. De acordo com o Ministério da Cidadania, essa iniciativa não existe.

WhatsApp

O advogado Rafael Faben, especialista em Direito Digital e Proteção de Dados Pessoais, alerta para o fato de que quem pratica crimes virtuais está sempre atento ao que as pessoas mais buscam na internet.

“Eles não dormem e não estão em quarentena. Pelo contrário, estão de olho nas buscas por assuntos específicos para criar novos mecanismos que vão capturar dados pessoais”, explica o especialista.

Leia também:
– Novo saque do FGTS: Quando começa o pagamento de até R$ 1.045 e quem poderá receber
– Bolsonaro é o principal culpado pelas mortes causadas por coronavírus no Brasil, aponta pesquisa
– Auxílio emergencial: Filas virtuais no Caixa Tem duram mais de 30 minutos

Cuidado com o que você recebe pelo WhatsApp

Várias mensagens como essas circulam no WhatsApp com o intuito de chamar a atenção para um problema e fornecer a solução em forma de link. Para tentar ganhar credibilidade, os golpistas usam nomes e imagens de programas sociais do Governo Federal.

Entretanto, quando a pessoa acessa o link ela é direcionada a preencher um cadastro com todos os seus dados pessoais e familiares. E é neste momento que as informações são furtadas.

Verifique todas as mensagens

Muitas vezes a mensagem de golpe é enviada por pessoas conhecidas e até mesmo parentes. Dessa forma, as pessoas compartilham informações sem pesquisar se aquilo é mesmo verdade ou não.

“Quando recebemos informações de pessoas que são idôneas, nós acreditamos que o que foi compartilhado é verdadeiro e acabamos repassando, atingindo muitas outras pessoas. Com isso, esses links falsos e já corrompidos vão chegar a pessoas que acreditam ter acesso a esse pseudo benefício”, diz Faben.

Para não ser surpreendido com esses golpes, o ideal é sempre pesquisar na internet se aquela informação é verdadeira. Sites do Governo Federal, por exemplo, sempre terão no link a informação .gov.br. no final. Se não tiver, não é oficial.

E mais! Sempre desconfie de promessas fáceis.