Reconta Aí Atualiza Aí Fies é prorrogado e estudantes têm até 31 de julho para formalizar contrato

Fies é prorrogado e estudantes têm até 31 de julho para formalizar contrato

Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou os prazos para os estudantes formalizarem o contrato de financiamento junto ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do 1º semestre de 2020.

A Portaria nº 397, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (29), ampliou para o dia 31 de julho os prazos para validação das inscrições pelas Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) e para formalização do financiamento estudantil junto ao banco referente às inscrições do primeiro semestre deste ano.

Dessa forma, os estudantes terão até 31 de julho para procurar um agente financeiro e acertar os detalhes do financiamento.

Antes, o estudante tinha cinco dias para comparecer à CPSA e validar suas informações. A Portaria prorrogou para 30 dias.

A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento é o órgão da instituição de ensino responsável pela validação das informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição.

A decisão foi tomada em razão das medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a medida, os Documentos de Regularidade de Inscrição, emitidos pelas comissões e que tiveram os seus prazos de validade expirados, também deverão ser acatados pelos agentes financeiros do Fies, para contratação do financiamento, até 31 de julho.

Renovação do Fies

Em outra portaria, publicada na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União, o FNDE prorrogou para 30 de setembro de 2020 o prazo para a realização dos aditamentos de renovação semestral dos contratos do Fies, simplificados e não simplificados, do primeiro semestre de 2020. Os aditamentos são realizados por meio do SisFies.

O prazo será o mesmo para a realização de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e de solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento. Nesse caso, os Documentos de Regularidade de Matrícula emitidos pelas comissões e que já expiraram também deverão ser acatados pelos bancos.

*Com informações da Agência Brasil