Reconta Aí Atualiza Aí Desemprego gera medo em brasileiros com menor renda

Desemprego gera medo em brasileiros com menor renda

CNI revela que o Índice de Medo do Desemprego atingiu 56,1 pontos em dezembro. São 6 pontos acima da média histórica.

CNI revela que o Índice de Medo do Desemprego caiu 2,1 pontos em relação a setembro, mas ainda atingiu 56,1 pontos em dezembro de 2019.
Foto: Roberto Parizotti

O desemprego no Brasil ainda atinge 11,9 milhões de pessoas, aumentando o medo do brasileiro. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que o Índice de Medo do Desemprego caiu 2,1 pontos em relação a setembro, mas ainda atingiu  56,1 pontos em dezembro de 2019. São 6 pontos acima da média histórica, que é de 50,1. O índice varia de zero a 100.

De acordo com a pesquisa, esse medo é maior entre os brasileiros com renda familiar de até um salário mínimo. Nessa faixa de renda, o indicador subiu 0,9 ponto em relação a setembro e atingiu 69,7 pontos em dezembro. Esse índice está muito acima dos 37,4 pontos verificados entre as pessoas que recebem mais de cinco salários mínimos.

Pesquisa da CNI revela que o Índice de Medo do Desemprego caiu 2,1 pontos em relação a setembro, mas ainda atingiu 56,1 pontos em dezembro de 2019.
Fonte: Confederação Nacional da Indústria

A pesquisa mostra ainda que as mulheres são as que mais sofrem com a possibilidade de ficar sem emprego. A diferença em relação aos homens alcançou, em dezembro, o maior patamar desde março de 2005. Entre elas, o índice aumentou 0,6 ponto frente a setembro e passou para 63,2 pontos em dezembro. Enquanto que entre os homens, o indicador caiu 5 pontos e recuou para 48,5 pontos.

Desemprego e satisfação com a vida

A satisfação com a vida também diminuiu em dezembro. O índice caiu 0,7 ponto em relação a setembro, ficando em 68,3 pontos. Entretanto, a pesquisa explica que essa satisfação é menor entre os brasileiros com menor nível de instrução e renda familiar.

Entre os brasileiros com renda familiar de até um salário mínimo, o índice ficou em 64,5 pontos. São 8,6 pontos abaixo do índice referente aos brasileiros com renda familiar superior a cinco salários mínimos, que ficou em 73,1 pontos.

Os indicadores Índice de Medo do Desemprego (IMD) e Insatisfação com a Vida (ISV) variam de 0 a 100. Os valores acima de 50 pontos indicam que os indivíduos estão com muito medo de perder o emprego. No caso do ISV, valores acima de 50 pontos indicam que os indivíduos estão satisfeitos com a vida. 

Com informações da CNI