Reconta Aí Atualiza Aí Banco do Brasil Comissão mista do Congresso pede explicações a Rubem Novaes

Comissão mista do Congresso pede explicações a Rubem Novaes

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Comissão mista do Congresso Nacional que acompanha medidas relacionadas à pandemia aprovou requerimento de audiência pública sobre a renúncia de Rubem Novaes.

O requerimento de audiência pública foi apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) e é baseado na importância do Banco do Brasil para o País. Em entrevista à Agência Senado, Randolfe Rodrigues disse que todos os acontecimentos em torno de sua gestão devem ser acompanhados pelo Congresso.

“É fundamental a presença do senhor Rubem Novaes a esta comissão para que possamos compreender suas manifestações”, ressaltou.

No mesmo sentido, o senador argumenta que o Banco do Brasil “é um dos principais instrumentos de apoio do Estado brasileiro no combate aos efeitos da pandemia pela qual passa o país”. Assim, solicita a presença de Rubem Novaes para explicar sua saída da presidência do Banco Público em um momento sensível em que instituição serve de instrumento de mitigação dos efeitos da crise financeira por conta da pandemia.

Os Bancos Públicos têm operacionalizado as medidas do governo para amortecer a crise, seja com o auxílio emergencial ou por meio do crédito, como o Pronampe.

Kajuru quer explicações de Rubem Novaes

Não só a questão da pandemia chamou a atenção do Congresso Nacional. Em entrevistas posteriores à sua saída, o ex-presidente do Banco do Brasil chegou a dizer que não se adaptou ao modus operandi de Brasília. Segundo o própio Rubem Novaes, ele se sentia “um vírus do bem tentando enfrentar um organismo do mal”. Assim como chegou a dizer que “tem muita gente com o rabo preso”.

Por conta disso, o senador Jorge Kajuru (Cidadania/GO) quer saber quais são as práticas corruptas que Novaes viu e porque se calou.