Reconta Aí Atualiza Aí Caixa Tem: O perrengue diário dos brasileiros

Caixa Tem: O perrengue diário dos brasileiros

Cerca de 46,2 milhões de brasileiros estão recebendo o auxílio emergencial pela Poupança Social Digital da Caixa. O acesso a conta é feito somente pelo aplicativo Caixa Tem.

De acordo com os usuários, o aplicativo sempre apresentou problemas. Mas desde que a Caixa começou a pagar o saque emergencial do FGTS, no último dia 29 de junho, exclusivamente pelo Caixa Tem, acessar o aplicativo virou um tormento.

Agora, se juntam aos 46,2 milhões de cidadãos recebendo os R$ 600, quase 60 milhões de trabalhadores com direito aos R$ 1.045 do FGTS. Com isso, há pouco mais de uma semana, as reclamações envolvendo o Caixa Tem aumentaram significativamente.

No WhatsApp do Reconta Aí (adicione clicando aqui), recebemos em dois dias mais de 400 reclamações envolvendo o Caixa Tem. São brasileiros que estão desesperados, sem renda, precisando pagar as contas e colocar comida dentro de casa.

E eles não estão sozinhos. Um rápido acesso ao Twitter, Facebook e Instagram nos mostra que milhares de pessoas estão na mesma situação.

Em nota, a Caixa disse que o aplicativo recebe, em média, 500 mil usuários por hora. Por isso, “pode ocorrer intermitência momentânea em alguns serviços”, acrescentou o Banco Público.

De acordo com a Caixa, os clientes e beneficiários estão conseguindo efetivar suas operações. “Nesta segunda-feira (6), mais de 4 milhões de usuários concluíram suas solicitações no Caixa Tem. No acumulado, foram pagos 17,7 milhões de boletos”, explicou.

O Governo Federal, achando que tem estrutura, concentrou o pagamento de mais de 106 milhões de pessoas em um único aplicativo. E o resultado não foi tão positivo. Veja só:

Fila virtual no Caixa Tem

O primeiro problema relatado pelas pessoas é a fila virtual para acessar o aplicativo. Ela está durando horas a fio. Muitos contam que ficam dias esperando chegar a sua vez de entrar na conta para fazer a operação desejada.

São pessoas de todos os cantos do Brasil que sofrem com o descaso do Governo Federal. O que adianta liberar o dinheiro se as pessoas não conseguem nem ter acesso à ele?

Caixa Tem

Erros de acesso à conta

Mas as dificuldades não param por aí. Após horas na fila, o cidadão entra na conta e se depara com vários outros problemas. Milhares relatam que a página inicial não chega nem a carregar. Nestes casos, realizar algum tipo de transação está fora de cogitação.

Caixa Tem

Impossível pagar boletos

Os problemas com pagamentos de boletos são vários. Além do erro “tente novamente mais tarde”, os usuários também se deparam com horários definidos para pagamentos.

Só que esses horários, determinados pelo próprio aplicativo, não são cumpridos. Em um dos prints abaixo, vemos a informação “Serviço disponível a partir das 20hrs”, mas quando o cidadão tenta realizar o pagamento após o horário informado anteriormente, a operação não acontece.

No fim de semana, onde a quantidade de acesso ao aplicativo é menor, as filas virtuais andam um pouco mais rápido. Mas só é possível realizar pagamento de segunda a sexta, das 7h às 21h.

Ou seja, entra semana e sai semana, as pessoas seguem sem conseguir ter acesso ao dinheiro.

Caixa Tem

Não dá pra sacar o dinheiro vivo

O saque em dinheiro da terceira parcela do auxílio emergencial começa no dia 18 de julho e vai até 19 de setembro. Já o calendário de saque do FGTS começa dia 25 de julho e termina 14 de novembro.

Entretanto, quem está recebendo a primeira e a segunda parcela do auxílio emergencial, já pode sacar o dinheiro nas lotéricas ou caixas eletrônicos.

Só que para realizar o saque, é preciso gerar um código de autorização no aplicativo Caixa Tem. Se o aplicativo não está funcionando, como essas pessoas conseguem retirar o dinheiro? Não retiram.

E agora?

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, adora dizer que o auxílio emergencial é o maior programa de transferência de renda do mundo e que a forma de pagamento, 100% digital, fez com que milhares de pessoas – que nunca tiveram conta bancária – passassem a ter.

Mas o que adianta tudo isso se o brasileiro está de mãos atadas? Não consegue pagar conta, não consegue transferir o dinheiro, não consegue fazer compra com o cartão virtual e muito menos sacar o dinheiro.

O auxílio emergencial e o saque emergencial do FGTS vieram para ajudar o brasileiro neste momento difícil da pandemia do coronavírus, onde as pessoas estão perdendo renda.

No entanto, o dinheiro está lá, parado na conta, sem poder ser tocado. A Caixa insiste em dizer que “tem implementado melhorias no aplicativo”. Mas cada dia que passa, as coisas só pioram.

Se mais de 106 milhões de brasileiros recebem algum pagamento pelo Caixa Tem, não é possível que o sistema suporte somente 500 mil usuários por hora. A conta não fecha.