Pular para o conteúdo principal

Aposentados: INSS inicia teste para prova de vida digital

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Todo ano, aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) precisam realizar a prova de vida para não terem o benefício bloqueado. Mas com a pandemia do coronavírus, tornou-se necessário estudar outras formas de realizar essa comprovação de vida.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin.

Assim, uma parceria do INSS com o Ministério da Economia e a Dataprev, deu início a um projeto-piloto de prova de vida por biometria facial. A primeira etapa começa nesta quinta-feira (20), onde 300 mil beneficiários de todo o país vão participar.

Como ainda é uma fase de testes, somente os aposentados e pensionistas selecionados podem participar do processo digital. Por isso, o INSS está entrando em contato com essas pessoas pelo Meu INSS, Central 135 ou e-mail.

De acordo com o Instituto, serão usadas as bases de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Portanto, os cidadão selecionados para participar do piloto precisam ter carteira de motorista e título de eleitor.

Esse novo formato de comprovação de vida deve estar disponível para todos os beneficiários até o fim de 2020. Mas vale ressaltar que tudo depende do bom resultado do projeto-piloto.

Leia também:
Atenção aposentados! Prova de vida está suspensa até 30 de setembro
– Parece o Brasil: Trump desmonta Correios, almeja privatização e quer impedir eleitores de votarem

Como funciona a prova de vida digital?

A prova de vida digital será feita por reconhecimento facial, com o uso da câmara do celular do cidadão. Ela será feita pelo aplicativo do Meu INSS e do aplicativo do Governo Digital (Meu gov.br). São eles que vão indicar se, de fato, trata-se da pessoa cujo CPF foi informado no cadastramento do INSS.

Ao acessar o aplicativo do Governo Digital (Meu gov.br), o aposentado ou pensionista deve enviar algumas fotos nos formatos solicitados pela ferramenta. Essa imagem passa pelo reconhecimento facial onde será provada a vivacidade e a identidade.

Em seguida, o aplicativo vai indicar se aquela pessoa é de fato o proprietário do CPF informado no cadastramento.

Todos os brasileiros que participarem do piloto e realizarem a prova de vida por biometria terão o procedimento efetivado. Assim, a prova de vida estará valendo sem a necessidade de procurar uma agência bancária para realizar o processo.

Não caia em fraudes

Fique atento quando receber alguma mensagem dizendo ser do INSS. O Instituto só envia mensagem SMS pelo número 280-41. Se você receber algo que não seja desse número, desconsidere a mensagem pois pode ser fraude.

Se tiver qualquer dúvida, é só entrar em contato com o INSS pelo telefone 135.