Pular para o conteúdo principal

Aposentados e pensionistas: 13º salário será antecipado para maio e junho de 2021

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Bolsonaro sancionou o Orçamento de 2021 e, com isso, o Ministério da Econômica vai antecipar o pagamento do 13º salário para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Medida deve injetar cerca R$ 52,7 bilhões na economia

O Governo Federal antecipou o pagamento do 13º salário dos segurados e dependentes da Previdência Social neste ano. A medida consta em decreto assinado nessa terça-feira (4) pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado na edição o Diário Oficial da União desta quarta-feira (5).

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

O valor da primeira parcela será liberado ao beneficiário no pagamento de maio, creditado na conta entre 25 de maio e 8 de junho. Já a segunda parcela será junto com o pagamento de junho, caindo na conta entre 24 de junho e 7 de julho.

O primeiro pagamento corresponde a 50% do valor do benefício, sem nenhum desconto. Entretanto, a segunda parcela poderá ter desconto do imposto de renda, de acordo com tabela da Receita Federal.

Leia também:
- 18 motivos para os brasileiros serem contra a privatização dos Correios
- Derrubar Bolsonaro para quê? Ou como matar a hiena e preservar as aves de rapina

Além dos aposentados e pensionistas, outros beneficiários do INSS também vão receber o pagamento. São pessoas que recebem pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão e salário-maternidade.

O calendário de pagamento segue o número final do benefício do cidadão, de acordo com o INSS (confira aqui).

Para quem ganha um salário mínimo, o dinheiro da primeira parcela estará disponível a partir do dia 25 de maio. Mas os que recebem mais que um salário mínimo, o valor será creditado a partir de 1º de junho.

Já a segunda parcela será creditada a partir do dia 24 de junho - para quem ganha um salário mínimo - e a partir do dia 1º de julho.

Atenção! Esta é uma medida de antecipação do pagamento. Dessa forma, no fim do ano, os beneficiários do INSS não poderão contar com nenhum valor referente a 13º.