Reconta Aí Atualiza Aí Anvisa autoriza retomada de estudo da CoronaVac

Anvisa autoriza retomada de estudo da CoronaVac

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (11) a retomada do estudo clínico relacionado à vacina CoronaVac, que tem como patrocinador o Instituto Butantan.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin.

A pedido da oposição, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), havia determinado ontem (10) que a Anvisa fornecesse, em 48 horas, explicações “mais aprofundadas” sobre o atual estágio de testes em que se encontrava a CoronaVac.

O ministro Ricardo Lewandowski é relator de várias ações ajuizadas por partidos políticos sobre a vacinação contra a Covid-19.

Entenda o caso:

Após a ocorrência de um “evento adverso grave”, a Anvisa havia suspendido temporariamente, na segunda-feira (9), o estudo clínico da vacina CoronaVac. 

Na terça-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro, em suas redes sociais, ironizou a decisão da Anvisa de interromper o estudo clínico da CoronaVac.

Em entrevista ao Reconta Aí, um dos fundadores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – o médico sanitarista e professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Gonzalo Vecina, lamentou o posicionamento do Governo Federal  e a decisão que a Agência havia tomado quanto à suspensão dos estudos da vacina.

“Um dos lados quer interromper a vacina”, criticou ex-presidente da Anvisa ao Reconta Aí.

O médico sanitarista também criticou a falta de transparência e comunicação entre os órgãos envolvidos: “Está na hora de liberar a continuidade do projeto de pesquisa”.

Acesse a entrevista completa:
CoronaVac suspensa: “Um dos lados quer interromper a vacina”, critica ex-presidente da Anvisa

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial