Pular para o conteúdo principal

Ano eleitoral: Bolsonaro articula benefícios a caminhoneiros, vale-gás e Auxílio Brasil

Imagem
Arquivo de Imagem
A três meses das eleições Bolsonaro quer elevar auxílios pagos à caminoheiros

Após três anos de aumento da inflação, carestia, crise econômica e social e a três meses das eleições presidenciais, o governo Bolsonaro tenta agir para atenuar os principais problemas enfrentados pela população.

De acordo com matéria do Valor Investe, nos bastidores do governo, tanto no Poder Executivo quanto no Poder Legislativo, as bases de Bolsonaro articulam medidas que poderiam melhorar sua populariade às vésperas da eleição. Entre elas, destacam-se a elevação do valor do voucher caminhoneiro de R$ 400 para R$ 600, do Auxílio Brasil e do vale gás.

Leia também:
- Governo estuda incluir voucher para caminhoneiros em PEC
- Comissão do Senado convida Paulo Guedes e Adolfo Sachsida para falar sobre alta dos combustíveis

Essas medidas deverão ser incluídas na Proposta de Emenda Constitucional 16 (PEC 16) cujo principal tema é a compensação financeira que a União deverá prover aos estados por causa da perda de arrecadação por causa da redação da alíquota do ICMS sobre os combustíveis. Ou seja, a inclusão dos temas será um jabuti, forma como são chamados no Congresso Nacional esses projetos sem relação com o texto principal da proposta.

O Senado ainda avalia a PEC 16, mesmo sem a inclusão dos penduricalhos pretendidos pelo governo. Ainda assim, a proposta preocupa a área econômica chefiada por Paulo Guedes.