Pular para o conteúdo principal

Anapar elabora agenda positiva para fundos de pensão

Imagem
Arquivo de Imagem
fundos de pensão

Durante os quatro primeiros meses do ano, especialistas e diretores da Associação Nacional de Participantes de Fundos de Pensão e de Beneficiários de Planos de Saúde de Autogestão (Anapar) formaram um grupo de trabalho para elaborar uma agenda positiva de aperfeiçoamento do sistema fechado de previdência complementar brasileiro.

O documento evidencia os principais obstáculos e propostas para superá-los, no que diz respeito a governança e a investimentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) em um governo democrático e popular.

Leia também:
- Previc: Uma consulta confusa
- "Fundos de pensão podem investir no longo prazo", diz diretor da Fenae

Os fundos de pensão constituem a única poupança de longo prazo estável e disponível no Estado, daí a sua importância. No entanto, o segmento tem enfrentado inúmeros obstáculos à sua manutenção e desenvolvimento e, segundo a Anapar, "todos recentemente impostos, notadamente a partir dos agentes que se instalaram nos últimos dois governos, que impediram sobremaneira que essas Entidades cumprissem com a sua missão delegada pelo legislador".

Dessa forma, o documento pretende apontar elementos de reflexão sobre os desvios estruturais que foram observados nesse período, "tanto na tentativa de reinterpretar a legislação em prejuízo dos participantes, quanto na fiscalização das operações de investimentos e de previdência, cujos interesses e objetivos alheios ao setor tornam-se a cada dia mais explícitos".

Confira o documento na íntegra aqui.