Pular para o conteúdo principal

Ambientalistas projetam Arthur Lira como 'fantoche' de Bolsonaro em cinco capitais

Imagem
Arquivo de Imagem
Arthur Lira

Imagem: Observatório do Clima

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL) foi "homenageado" por ambientalistas de diversos cantos do Brasil. Na noite desta quinta- feira (12), memes com sua imagem foram projetados em prédios de cinco capitais: Brasília, São Paulo, Belém, Porto Alegre e Recife. O motivo foi o 'esforço' que o parlamentar tem feito para colocar em votação projetos que prejudicam o meio ambiente e os indígenas.

Projeções em São Paulo / Fonte: Observatório do Clima

Segundo o Observatório do Clima, por conta de sua conduta submissa aos interesses de Jair Bolsonaro, que vem transformando o Brasil em párea internacional no setor ambiental, Arthur Lira foi transformado no meme “Lirinha, o fantochinho do presidente”.

As imagens alertavam: “Ele ignora todos os pedidos de impeachment”, “Ele está no Centrão de toda a corrupção” e “Ele destrói as florestas e os povos indígenas”.

VEJA TAMBÉM:
- MP afasta sindicatos das negociações e torna mais difícil empregado recorrer à Justiça do Trabalho
- Trabalhadores dos Correios protestam em frente ao Congresso contra privatização

Arthur Lira rivaliza com Ricardo Salles no desmonte de políticas ambientais

Com a saída de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente, Arthur Lira tem se destacado negativamente frente às pautas ambientais e indígenas. Como presidente da Câmara, o político tem imposto urgências, acelerado votações e colocado como prioridade o desmonte das políticas ambientais do Brasil.

Além disso, Lira tem atuado na privatização de estatais e segurado os mais de 100 pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Sob sua gestão, boiadas como o PL do Licenciamento Ambiental (3.729) e o PL da Grilagem (2.633) foram votadas a toque de caixa pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

Observatório do Clima

A iniciativa das projeções foi do Observatório do Clima. Ele é composto por uma rede formada em 2002, que agrupa 66 organizações não governamentais e movimentos sociais.