Pular para o conteúdo principal

Além de gasolina mais cara, refinaria privatizada aumentou gás duas vezes em um mês

Imagem
Arquivo de Imagem
gás

A refinaria Mataripe, em São Francisco do Conde na Bahia, já vende gasolina com um preço 27,4% superior ao praticado pela Petrobras. Em um dos tipos de diesel, o valor é 28,2%. Os dados foram divulgados pelo jornal Estado de S. Paulo, que afirma serem os maiores preços do país.

Além destes combustíveis, a unidade também aumentou o preço do gás duas vezes em apenas um mês. A Mataripe foi privatizada pela Petrobras - quando pública, seu nome era Landulpho Alves (Rlam). Atualmente, é administrada pela Acelen.

Em um período de 30 dias, de acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a refinaria Mataripe aumentou o preço do gás em 13%.

A FUP criticou a venda da Rlam. Desde que a privatização foi concluída, tem intensificado a venda de botijões de gás a R$ 50. Ainda que seja uma ação simbólica, a entidade defende que, caso o processo de privatização fosse interrompido e a política de preço de paridade internacional fosse abandonada, seria possível a Petrobras praticar esse valor de forma generalizada.