Pular para o conteúdo principal

Abono Salarial: Pagamento do calendário 2020/2021 termina dia 30 de junho

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Aproximadamente 560 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial. Cerca de R$ 328 milhões estão disponíveis para retirada.

A Caixa encerra dia 30 de junho o pagamento do calendário 2020/2021 do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). Aproximadamente 560 mil trabalhadores ainda não sacaram o dinheiro. O valor total disponível para saque é de R$ 328 milhões.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

O abono salarial é um direito assegurado ao trabalhador e pode ser sacado dentro de cinco anos. Desta forma, os valores que não forem retirados até 30 de junho de 2021 serão novamente disponibilizados para pagamento no próximo calendário.

O valor a ser pago ao trabalhador varia de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano-base 2019.

Abono salarial no Caixa Tem

A Caixa já pagou R$ 17 bilhões para 22 milhões de trabalhadores. Desse total, 6,3 milhões tiveram o dinheiro creditado na conta Poupança Social Digital, abertas de forma automática e sem custos.

A movimentação da conta digital é feita somente pelo aplicativo Caixa Tem. Por ele é possível pagar contas, boletos e ainda realizar compras usando o cartão de débito virtual ou QR Code.

Além disso, o trabalhador pode transferir o dinheiro para contas em qualquer instituição financeira. Ou então, sacar o abono nos terminais de autoatendimento, lotéricas e Correspondentes Caixa Aqui.

Atenção! Para quem tem conta na Caixa, nada muda. Mas nos casos em que não é possível creditar o valor em conta pessoal e Poupança Social Digital, o trabalhador poderá realizar o saque com o Cartão do Cidadão.

Leia também:
- Imposto de Renda: R$ 295 milhões em restituições aguardam resgate no Banco do Brasil
- Padeiro: Vagas de emprego abertas em todo o Brasil

Quem tem direito ao abono salarial

Para ter direito ao benefício, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS há pelo menos cinco anos. No entanto, é preciso ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019. Além disso, a remuneração mensal média deve ter sido até dois salários mínimos.

Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano base 2019.

Para saber se tem direito ao pagamento, o trabalhador pode realizar a consulta pelo aplicativo Caixa Trabalhador, pela central de atendimento ao trabalhador 0800-726-0207, ou pelo site da Caixa (acesse aqui).

Próximo calendário

O abono salarial sempre foi liberado aos trabalhadores no período de junho a julho do ano seguinte. No entanto, o governo Bolsonaro decidiu que o calendário será alterado e o pagamento será de janeiro a dezembro.

Assim, o calendário 2022 - que é referente ao ano-base 2020 -, tem início previsto somente para janeiro de 2022.