A Caixa Econômica Federal anunciou novas modalidades de crédito com juros mais baixos para pessoas jurídicas do setor da construção civil. As novas condições passam a valer na próxima segunda-feira (17).

As taxas atreladas à Taxa Referencial (TR) caíram de 9,25% ao ano  para 6,5% para as empresas com conta na Caixa. O percentual representa uma redução de cerca de 30%. Para empresas sem relacionamento com o Banco Público, a taxa cai de TR mais 13,25% ao ano para TR mais 11,75% ao ano.

As construtoras terão acesso a financiamentos com índices de correção diferenciados, como o Certificado de Depósito Bancário (CDI), além do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os financiamentos corrigidos pelo CDI ou pelo IPCA valerão para duas modalidades. A primeira é Apoio à Produção – mais conhecida como “Imóvel na Planta” – que permite o financiamento do custo total da obra, além de possibilitar aos clientes pessoa física o financiamento para aquisição de sua unidade desde do início da construção do empreendimento.

Já a modalidade Plano Empresa da Construção Civil, conhecida como “Plano Empresário”, é destinada a empresas para a produção de imóveis e que permite o financiamento para pessoas físicas quando 80% do empreendimento estiver construído.

Para as linhas corrigidas pela inflação, as taxas variarão de IPCA mais 3,79% ao ano para IPCA mais 7,8% ao ano. Os financiamentos indexados ao CDI terão duas modalidades de cobrança: uma com taxas que variam de CDI mais 1,48% ao ano a CDI mais 5,4% ao ano e outra entre 119% a 194% do CDI.