Em pesquisa divulgada em 12 de novembro, o IBOPE Inteligência mostra que parte substancial dos brasileiros ainda não está conectada à internet.

A internet vem por cabo, mas ela chega a todos os lugares?

Segundo estudo do IBOPE, com base nos dados do CETIC.BR, 30% dos brasileiros não acessam a internet. Isso é preocupante já que muitos serviços que garantem a cidadania estão nas redes. Preenchimento do Imposto de Renda, inscrição no ENEM, tickets de “Zona Azul” entre outros, são disponibilizados cada vez menos em locais físicos.

A desigualdade em termos de acesso dentro do País também merece ser observada. Enquanto no Sudeste há 25% de habitantes sem acesso, no Nordeste essa quantidade passa de 36%. Norte, Centro-Oeste e Sul possuem a mesma porcentagem de pessoas fora da rede, com 30% de desconectados.

Mesmo com mais de 230 milhões de smartphones, o que representa 92% dos domicílios do Brasil, a internet segue restrita. Os planos que oferecem mobilidade, 4G, são caros e inacessíveis para grande parte da população. Além disso, há o fato de não haver cobertura de celular em todo o Brasil, como indicam os acordos com as operadoras.

Como e o que os brasileiros vêem na internet?

97% dos brasileiros usam celulares para acessar a internet. Isso, de certa forma, molda o conteúdo acessado. Os sites cuja versão não é responsiva – que não se adaptam ao formato dos smartphones – dificultam a leitura e desestimularam sua visualização. O fato acaba sendo impeditivo para ler textos mais densos e maiores, por exemplo.

Os outros dispositivos utilizados são respectivamente notebooks, com 43% de possibilidade de acesso, computadores de mesa com 30% e, por último, consoles de vídeo games, que respondem por 9%. A soma da pesquisa não é 100%, pois cada entrevistado pode responder mais de uma alternativa.

O número de usuários de internet é bastante próximo ao número de pessoas que utilizam whatsapp e Facebook. São 149 milhões de internautas em 2019, sendo que destes,140 milhões usam redes sociais. Somente na plataforma do Facebook, houve 130 milhões de usuários brasileiros. O whatsapp ainda não liberou os dados de 2019, mas em 2018 foram 120 milhões de usuários.

Agora é que são elas, mas de onde vem?

Mais da metade das pessoas que navegam na internet brasileira é composta por mulheres. 52%, segundo dados da pesquisa.

Em relação à geografia, o Norte do País responde por 6% dos internautas. Já o Centro-Oeste, responde por 9%. A lista prossegue com o Sul com 16%, Nordeste com 19% e o Sudeste, com 50%.

Democratizar o acesso à internet é um desafio gigante para um futuro próximo. A cidadania e os direitos humanos passam pela informação e é nos servidores que ela está hoje.