Chiharu Shiota leva o espectador a conhecer sua subjetividade através das “Linhas da Vida”, uma instalação que liga Ásia, Europa e a arquitetura brasileira.

Exposição Linhas da Vida.

Utilizando um material tão prosaico quanto a linha, a artista japonesa Chiharu Shiota recria histórias pessoais e universais em suas instalações. As Linhas da Vida levam os apreciadores a descobertas tão inusitadas quanto um barco ou centenas de chaves.

A artista estudou Artes em Berlim (Alemanha), sob a orientação da artista sérvia Marina Abramovic, cujas performances marcam o mundo desde os anos 1970.

Os fios de Shiota criam uma atmosfera colorida, densa e preenchida que aconchega. Suas tramas podem parecer uma teia para prender quem se aproxima, mas sugerem uma casa. Talvez as muitas casas que a artista carrega dentro de si.

A exposição Linhas da Vida tem a curadoria de Tereza de Arruda e viajará os Centros Culturais do Banco do Brasil. A previsão é de que a exposição ocorra, em Brasília, entre os dias 3 de março a 10 de maio de 2020. No Rio de Janeiro, de 10 de junho a 31 de agosto de 2020. Em São Paulo, a mostra abre nesta quarta-feira (13).

Exposição Linhas da Vida

Data: 13 de novembro a 27 de janeiro de 2020
Onde: CCBB – São Paulo
Local: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo-SP
Horário: De quarta a segunda, das 9h às 21 horas
Preço: Gratuito