A saída para muitos tem sido recorrer ao crédito. Empréstimo em bancos e financeiras é o “maior vilão da inadimplência no País”, revela pesquisa CNDL/SPC Brasil.

O empréstimo pessoal contraído em bancos e financeiras tem sido o principal responsável pela negativação de CPFs no País, ou seja, 69% dos usuários desta modalidade de crédito estão com restrição no nome. O crediário (68%) e o cartão de crédito (67%) aparecem logo em seguida no ranking, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (4) pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

O cheque especial (52%), o financiamento de automóvel (52%), o financiamento da casa própria (35%), as mensalidades escolares (26%), os empréstimos com parentes e amigos (23%), as contas de telefone (20%), os boletos de TV por assinatura e internet (16%) e as conta de água e luz (11%) também são apontados pela pesquisa.

O levantamento também mostra que as contas que os inadimplentes possuem em aberto, mas que não levaram à negativação. São elas: os empréstimos feitos com pessoas próximas (como parentes e amigos) estão em primeiro lugar (33%). Na sequência, destacam-se as mensalidades escolares (26%) e, depois, o cheque especial (24%).

Priorizar as contas que devem ser pagas, “principalmente quando o dinheiro não sobra no fim do mês”, tem sido um dos desafios para os inadimplentes. De acordo com a pesquisa, o aluguel (84%) e o plano de saúde (82%) aparecem no topo dos compromissos financeiros quitados em dia. Já os boletos de condomínio aparecem em seguida, com uma participação de 78%.

Metodologia – A pesquisa ouviu 600 consumidores com contas em atraso há mais de 90 dias.