Com unidades em quatro capitais brasileiras, o Centro Cultural Banco do Brasil, conhecido como CCBB, possui todos os seus endereços na lista dos 100 museus mais visitados do mundo.

Publicado pela revista inglesa especialista em arte The Art Newspaper, o ranking dos 100 museus mais visitados do mundo em 2018 não surpreendeu. O CCBB Rio de Janeiro, vem ocupando há anos altos postos na publicação quando se trata de mostras por categorias. Mostras como o “O Triunfo da Cor: O pós Impressionismo”, “ComCiência – Patricia Picininni”, e “Castelo Rá-Tim-Bum – a exposição” atraíram milhões aos salões da instituição.

Exposição campeã em visitação no CCBB no Rio de Janeiro.

O investimento em cultura feito pelo Banco do Brasil promoveu um apreço pouco comum às artes no Brasil. Com atividades gratuitas e bem divulgadas, pessoas que geralmente não associavam arte a entretenimento puderam acessar essa nova seara.

Os endereços contam não só com mostras culturais, mas tamém com música, teatro, cinema, exposição permenente e arte-educação. Em cada um dos segmentos, o CCBB é referência nacional e internacional e emprega profissionais extremamente capacitados.

Os Centros foram criados há 29 anos e já realizaram mais de 4,5 mil projetos. Privilegiam a diversidade de públicos e a acessibilidade de todos os públicos. Em 2017, foram investidos R$ 43,72 milhões, sendo que R$ 32,45 milhões foram incentivados pela Lei Rouanet.

Com público comparável a museus do porte do Museu do Louvre, MoMA, Art Institute of Chicago, o Centro Cultural Banco do Brasil demonstra que a contrução de novos hábitos precisa de incentivo e funciona tem resultados muito positivos quando acontece.

Outros Centros Culturais também estão na lista. Confira a classificação:

CCBB Rio de Janeiro, 42º lugar, com 1.388.664 visitantes;

CCBB Brasília, 57º lugar, com 1.146.995 visitantes;

CCBB São Paulo, 85º lugar, com 931.980 visitantes;

CCBB Belo Horizonte, 93º lugar,  893.772 visitantes.

Aproveite a deixa e conheça parte desse acervo online! Clique aqui e viaje pelas quatro unidades.