Hoje é o aniversário do Banco da Amazônia! Saiba um pouco mais dos 77 anos de desenvolvimento econômico e social da região amazônica.

Resultado de imagem para banco da amazonia
Imagem: Divulgação

Senta que lá vem história…

O Banco da Amazônia nasceu na década de 1940, em plena Segunda Guerra Mundial, para financiar a produção de borracha destinada aos países aliados. A princípio ele chamava Banco de Crédito da Borracha, mas logo após a Segunda Guerra passou a ser o Banco de Crédito da Amazônia S.A.

Banco da Borracha, hoje Banco da Amazônia - Gente de Opinião
Banco de Crédito da Borracha – Imagem: Ivo Feitosa

Já na década de 1950, ele foi fundamental para a implementação do Primeiro Plano de Valorização Econômica da Amazônia. Na década seguinte passou a ter o nome atual, Banco da Amazônia, e se destacou ao assumir o papel de agente financeiro do governo federal para o desenvolvimento do Amazônia Legal!

Imagem: Divulgação

Muitas mudança na década de 1970: O Banco passa a ser uma sociedade de capital aberto, tendo o Tesouro Nacional 51% das ações e o público, 49%.

O Banco da Amazônia é Desenvolvimento

Nos anos de 1980 e 90, o BASA deu um grande salto para o desenvolvimento da região. O Banco conseguiu possiossibilitar o acesso à uma fonte permanente e estável de financiamentos a longo prazo para mini, micro e pequenos produtores e empresários da região.

Desde então, a atuação do Banco foi voltada para o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal e tem um papel fundamental para o crescimento econômico da região baseado na sustentabilidade. O Banco da Amazônia também incentiva outras áreas além da economia e sustentabilidade, ao patrocinar ações culturais, esportivas e sociais.

Resultado de imagem para banco da amazonia patrocinio
Imagem: Divulgação

Hoje, antes da reunião da Frente Parlamentar em Defesa dos Bancos Públicos, na Câmara dos Deputados, o presidente da Associação dos Empregados do Banco da Amazônia, Silvio Caner, contou como o Banco é fundamental para o desenvolvimento da região. Confira:

Leia também: Agência-barco da Caixa: navegar é preciso