Entrevista com o ex-ministro da Previdência Social Ricardo Berzoini, um dos gestores do ministério mais em evidência da atualidade

Ricardo José Ribeiro Berzoini, é mineiro, mas foi criado em São Paulo. Foi nesse estado que tornou-se bancário concursado do Banco do Brasil, e, posteriormente presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região

Sua imensa representatividade junto à categoria o levou a ser deputado por quatro mandatos, e sua formação e interesse no debate trabalhista o levaram a ser Ministro da Previdência Social durante o governo Lula (2015-2016).

Leia também: Desenvolvimento e inovação passam pelo Banco do Nordeste

Reforma da Previdência Social de 2003

Nessa entrevista, o ministro fala sobre a Reforma da Previdência de 2003 que taxou servidores inativos, fixou idade mínima para a aposentadoria e estabeleceu teto para o benefício dos servidores públicos, igualando-o aos trabalhadores da iniciativa privada. O ex-ministro ainda relembrou importantes manifestações e direitos dos bancários, o fechamento do BANESPA e outras lutas

Seus comentários sobre a atual proposta de Reforma da Previdência mostram uma visão amadurecida de quem sabe muito sobre a gestão da pasta e garante que a saída não é prejudicar os mais pobres. 

Ex-ministro da Previdência Ricardo Berzoini